Módulo Parcerias Tecnológicas
Petrobras
PT
EN

Aqui você irá encontrar oportunidades para o desenvolvimento de novas tecnologias. Celebramos as nossas parcerias quando há interesse comum entre os parceiros, sempre associadas à potencial geração de valor para a Petrobras. Esperamos que estas parcerias se tornem mais ágeis, diversificadas e dinâmicas. Nosso foco é permitir um maior alinhamento às necessidades do negócio, com maior geração de valor, promovendo o aumento das parcerias de alta competência e assim melhorando as condições para inovação.

Aos parceiros, a nossa intenção é trazer maior transparência acerca dos desafios tecnológicos por nós definidos, igualdade de condições, reconhecimento da competência e maior potencial de geração de negócios.

Venha participar desta jornada de inovação! 

público-alvo
Universidades, empresas de todos os portes e instituições de ciência e tecnologia, no Brasil e no Exterior
desafios
Desafios e oportunidades em diferentes áreas tecnológicas do setor de petróleo, gás e energia.
oportunidades
Oportunidades publicadas continuamente nesta página
BENEFÍCIOS
Processo seletivo sistematizado e contínuo para seleção de parceiros tecnológicos
Suporte financeiro para desenvolvimento do projeto de PD&I
Cooperação com o corpo técnico da Petrobras para desenvolvimento dos projetos
Título
Texto de exemplo
Título
Texto de exemplo
Oportunidades

Oportunidades Abertas

2396 - 3W Toolkit: Ambiente para o desenvolvimento de algoritmos de monitoramento de poços de petróleo

O Projeto 3W (https://github.com/petrobras/3W), desenvolvido no Módulo Open Lab do Petrobras Conexões para Inovação, tem como objetivo aplicar inteligência artificial na detecção de eventos indesejáveis em poços de petróleo. Ele consiste em dois componentes: 1) 3W Dataset, um repositório público de dados com séries temporais reais, simuladas e desenhadas representando eventos indesejáveis em poços de petróleo; 2) 3W Toolkit, um software que permite experimentações de aprendizado de máquina com o 3W Dataset. O objetivo específico do presente projeto é desenvolver o 3W Toolkit, para maximizar as contribuições da comunidade de inovação aberta e incorporar essas contribuições aos sistemas de monitoramento da Petrobras.

2405 - Análise de sensibilidade e automação de geração de resultados de permeabilidade relativa na área de Rocha Digital

O objetivo desta oportunidade é desenvolver e/ou aperfeiçoar um ambiente que se possam realizar ao mesmo tempo todo o processamento das imagens de microtomografia antes da aplicação dos algoritmos disponíveis e todas as análises de sensibilidade a parâmetros de entrada das curvas de permeabilidade relativa, como a molhabilidade e sua distribuição não uniforme no espaço, e também a pressão capilar. O objetivo final do projeto é realizar a análise de sensibilidade das curvas de permeabilidade relativa de um campo todo do Presal, separado em suas principais fácies, de forma calibrada e validada com resultados laboratoriais pré-existentes e possivelmente a serem obtidos durante o projeto. Esta solução deve ser facilmente adaptável a outros campos de nosso interesse. É de nosso interesse que a solução ou parte dela seja posteriormente compartilhada em ambiente open source, de acordo com negociação entre as partes deste termo de cooperação.

2406 - Cicloestratigrafia Multiproxy do Neógeno/Quaternário da Bacia de Santos

O TC a ser celebrado a partir desta OP deve contemplar uma série de análises cicloestratigráficas focadas na identificação da variação astronômica em dados de perfilagem de drillings da Bacia de Santos. Além da identificação das mudanças no registro sedimentar ocasionadas pelas forçantes orbitais devem ser efetuadas calibrações astronômicas nestes dados usando como pontos de ancoragem dados isotópicos e de bioestratigrafia. Todos os dados para ancoragem devem ter suas aquisições executadas pelo proponente. Serão fornecidos pela Petrobras somente dados de perfilagem, magnetoestratigrafia e paleointensidade relativa, além das amostras coletadas em drillings previamente selecionados pela Companhia.

2333 - Desenvolvimento de Metodologia em banco de provas de motor e avaliação do impacto de elevados teores de biodiesel em motores P7 e P8

Desenvolvimento de metodologias e execução de testes para evidenciar os impactos da elevação dos teores de biodiesel de base éster no óleo diesel em motores e veículos. As linhas de pesquisa consistem na avaliação de formação de depósitos no sistema de alimentação de combustível, desgaste de componentes e desempenho dos motores/veículos, entre outros.

2299 - Desenvolvimento de Novos Métodos de Avaliação Numérica de Operações de Sistemas Offshore

Desenvolvimento de uma aplicação permitindo gerar modelos acoplados que incorporam simultaneamente uma ou mais plataformas flutuantes e seus sistemas de ancoragem, Sistema de Posicionamento dinâmico e de Eólica offshore tratando de forma rigorosa os aspectos relacionados ao acoplamento estrutural e hidrodinâmica.

Veja mais

Em Julgamento

2298 - Análise petrológica, sedimentológica e estratigráfica de carbonatos intraclásticos do Pré-sal

O objetivo deste estudo é contribuir para os setores de exploração e produção da Petrobras com informações sobre gênese, distribuição e qualidade dos depósitos intraclásticos da sucessão pré-sal Aptiana através da combinação de Petrologia, Sedimentologia, e Estratigrafia. Como objetivos específicos, o presente projeto pretende: 1) Definir o(s) processo(s) sedimentar(es) responsáveis pela gênese dos depósitos intraclásticos; 2) Estabelecer os possíveis controles estruturais sobre a distribuição dos depósitos intraclásticos; 3) Estabelecer um arcabouço de estratigrafia de alta resolução, definindo-se os controles estratigráficos que condicionam a abundância e distribuição dos depósitos intraclásticos; 4) Estabelecer os mecanismos controladores das sequências estratigráficas, discriminando a influência do clima e da tectônica na arquitetura deposicional; 5) Caracterizar os padrões diagenéticos e definir o controle estratigráfico sobre a distribuição dos padrões diagenéticos; 6) Estabelecer um modelo petrográfico, sedimentológico e estratigráfico integrado, visando estabelecer os controles deposicionais e diagenéticos sobre a qualidade dos reservatórios intraclásticos;

2132 - Avaliação de conceitos otimizados de processamento de O&G em cenários de CCUS de exaustos offshore

A Petrobras tem estabelecido compromissos concretos em relação à mitigação de emissão de gases do efeito estufa em suas operações. Em especial, nos sistemas de produção offshore, o maior ofensor são os gases exaustos provenientes dos turbos geradores que atendem à demanda de potência elétrica nas plataformas, podendo representar mais de 60% da emissão de gases do efeito estufa em um FPSO. A instalação de sistemas capazes de capturar o CO2 da corrente de gases exaustos com posterior sequestro geológico tem sido investigado como uma solução promissora. O grande desafio atual reside na incerteza quanto a viabilidade técnica e econômica aliada às restrições de peso e espaço disponíveis nos FPSOs. É essencial avaliar as rotas de CCUS disponíveis bem como reavaliar a configuração convencional dos sistemas de processamento de O&G offshore, em busca de configurações otimizadas (eficiência energética, CAPEX/OPEX, sistemas compactos, peso etc.) que possam contribuir para a viabilidade e implantação de sistemas CCUS offshore. Nesse sentido torna-se relevante avaliar diversos conceitos de captura a bordo nos cenários atuais e futuros de produção, como pré-combustão, oxi-combustão, pós-combustão e demais opções tecnológicas Além disso, é necessário propor e avaliar oportunidades de sinergia e integração do CCUS com os sistemas empregados atualmente para processamento dos fluidos produzidos. O objetivo dessa iniciativa é gerar e avaliar conceitos otimizados de processamento de O&G offshore integrados com sistemas CCUS buscando avaliá-los sistematicamente e identificar sinergias que permitam um design ótimo no que se refere a métricas econômicas, de produção, de emissão, de eficiência energética etc.

2302 - Avaliação do potencial para armazenamento de CO2 em aquíferos salinos e reservatórios depletados nas bacias do Recôncavo e Alagoas.

Identificar como as heterogeneidades do reservatório podem impactar no potencial de armazenamento geológico de CO2 e riscos envolvendo a migração da pluma em subsuperfície.

2220 - Banco de dados Geoquímicos com dados externos

Este projeto visa criar um Banco de Dados (BD) geoquímicos com dados externos à Petrobras, extraídos de artigos científicos, relatórios técnicos, monografias, dissertações, teses, apresentações de agências governamentais e/ou textos creditáveis, abrangendo globalmente o maior número de localidades possíveis: 1-Pesquisar e/ou buscar dados geoquímicos em relatórios técnicos, dissertações, monografia, teses, apresentações ou texto de origem externa à Petrobras; 2-Minerar dados geoquímicos externos à Petrobras, obtidos de artigos científicos, relatórios técnicos, monografias, dissertações, teses, apresentações de agências governamentais e/ou textos creditáveis, abrangendo globalmente o maior número de localidades possíveis; 3- Criar sistema de banco de dados relacional; 4-tipos de dados para extração: 4.1-Geoquímica orgânica do petróleo (geoquímica do petróleo) 4.2-Geoquímica inorgânica

2355 - Caracterização das Feições Superficiais Provenientes de Emanações de Hidrogênio Natural Utilizando Sistemas Sensores Orbitais

Desenvolver base de conhecimento espectral, geométrico, textural e sazonal sobre as feições características de emanações de hidrogênio natural no Brasil e outras partes do mundo, conhecidas como Círculos de Fadas, utilizando plataformas orbitais para extrair dados polarimétricos, altimétricos e multiespectrais de alta e média resoluções de sensores SAR e Ópticos, além de aplicar inteligência artificial para treinar um modelo de reconhecimento automático de tais feições.

Veja mais

Documentação

Além disso, encontram-se aqui os links para o site da marca Petrobras e suas normas de aplicação e os links para os sites da ANP e da ANEEL, onde constam suas marcas, a legislação que normatiza os investimentos em P,D & I e os regulamentos da cláusula de investimento em pesquisa e desenvolvimento.

Perguntas Frequentes
O que é o Sistema de Investimentos em Tecnologia?
Quais as regras para elaboração de uma nova proposta de projeto?
O que é o Manual de Termos de Cooperação para Projetos de P, D&I?
Para um pesquisador visitante que venha passar um tempo no país, qual o valor da diária para este?
É possível contratar pesquisadores em projetos de infraestrutura?
Qual é a necessidade da prestação de contas?
Há necessidade de conta única para cada Termo de Cooperação?
Como devo fazer a prestação de contas?
O que é remanejamento?
Qual a importância do remanejamento?
Qual é o procedimento a ser adotado diante da necessidade de utilização do rendimento da aplicação financeira?
Por que é importante as instituições se credenciarem junto à ANP?
Quem pode se credenciar?
As fundações de apoio também precisam ser credenciadas na ANP?
Como posso obter mais informações sobre o processo de credenciamento?
Onde devo incluir a minha proposta? 
O que é o “Ambiente de Competitividade” no SIGITEC?
A quem se destina o novo Ambiente? 
Precisa conhecer mais sobre a marca Petrobras? 
Contato
Utilize o email: investimentoexterno@petrobras.com.br para dúvidas sobre os temas abaixo:
 
Ambiente de Competitividade
Novas Propostas
Reformulação / Aditivos
Repasse
Prestação de contas
Encerramento / Devolução de saldo
Fato consumado / RJI
Críticas e Sugestões

Para assuntos referente ao uso do sistema SIGITEC utilizar os canais:

Fone: 0800-591-5563
E-mail: cc-centralsigitec@petrobras.com.br
 Atenção:

Para um melhor atendimento, solicitamos que ao enviar o email seja respeitada a taxonomia no campo Assunto: [Tema Selecionando] - [N° SAP] ou [N° Processo] ou [Nº Oportunidade] – Nome Fundação e/ou ICT/Empresa Brasileira.

Em caso de seleção do Tema Críticas e Sugestões, no campo Assunto utilizarem somente o Tema. Importante informar que essas mensagens não serão respondidas. O conteúdo será analisado, e caso seja pertinente, ajustes no processo serão realizados e, posteriormente, comunicados serão divulgados.

Reforçamos que, os e-mails que não seguirem a estrutura no campo Assunto poderão não ser respondidos.